Dia do Jovem Batista – 3º Domingo de Agosto


 

“Não deixe que ninguém o despreze por você ser jovem. Mas, para os que creem, seja um exemplo na maneira de falar, na maneira de agir, no amor, na fé e na pureza. (1 Timóteo 4:12 NTLH)”

Ei Paulo, que legal você ter falado essas palavras para o Timóteo. Ele provavelmente estava vivendo com uma galera muito religiosa em sua época. Gente ligada à tradição e muitos com o antigo testamento inteiro decorado e gravado na memória. Devido à tradição, os judeus mais velhos tinham a dificuldade em conviver e respeitar uma liderança jovem, principalmente com o histórico do Timóteo, novo convertido e filho de um casamento misto e sua liderança era muito questionada.

Nossa Paulo, essas 2 cartas que você escreveu para o Timóteo, a gente tem acesso, e fico encantada ao ler cada palavra. Elas expressam uma preocupação carinhosa, profundo afeto, encorajamento, conselhos, lembranças, instruções, benção, legado, notícias e seu pedido para que ele fosse logo visitar você. Seu cuidado era de pai, você o chamava de filho na fé. Que incrível seu incentivo com esse jovem, que precisava lidar com muitos desafios e conflitos de sua época e ao mesmo tempo viver integralmente o evangelho. Ele precisava caminhar de forma irrepreensível, sem vacilar. Era modelo a seguir no amor e isso tem a ver com a forma como se relacionava com as pessoas; inspiração e padrão na fé, ele deveria amar e obedecer a Deus profundamente; cuidar do seu próprio corpo e desenvolver pensamentos saudáveis, isso tem muito a ver com a pureza; a maneira como ele agia, suas atitudes e como ele falava deveria ser exemplo de uma boa educação, gentileza e cuidado com o próximo.

Na boa Paulo, você levou muito á sério cuidar dos mais jovens. Eles foram preparados para viver a missão, a vocação e o chamado de Deus ao caminhar com você. Isso tudo porque Deus acredita na juventude, Ele mesmo que gerou nessa fase da vida características incríveis, com poder de transformação, mudanças, criatividade, riso fácil, disposição e por aí vai.

Não deu pra gente se conhecer pessoalmente, porque eu já estou em agosto de 2014 e você já seu foi tem um tempo. Mas o legal de tudo, é que a palavra de Deus se renova, e hoje ao ler suas cartas, ao ler sua história, Deus conversa comigo, me inquieta, me encoraja, me dá direção para viver extraordinariamente essa fase da juventude, e o resultado é que desejo oferecer ao Pai os melhores anos da minha vida e servir a minha geração por amor a Cristo. É isso!!!

Gilciane Abreu

Diretora Executiva da JBB